Quando o Homem diz passeio a Mulher ouve eu te odeio.

Quando o Homem diz passeio a Mulher ouve Quando o Homem diz passeio a Mulher ouve – O Homem e uma Mulher saíram para jantar. o restaurante é acolhedor, A comida e deliciosa e a  conversa flui sem esforço. Tudo está indo muito bem, até que o Homem olha para o relógio.

Mulher: (cautelosa) você vai a algum lugar?

Homem: (ligeiramente perturbado) não, estou só checando a hora.

Mulher: se você precisar ir…

Homem: não eu realmente só queria ver a hora.

Mulher: vamos pedir a conta. Eu preciso levantar cedo amanham.

Homem: tem certeza? O sorvete de caramelo que eles servem aqui é fantástico.

A mulher sacode a cabeça. Exasperado, o homem paga a conta e eles vão para casa em um silêncio desconfortável, nenhum esperando ouvir a voz do outro de novo.

Quem não experimentou uma situação semelhante?

Tudo esta ótimo e então, de repente, o humor desaba. Você não consegue indicar o porquê, mas sabe que o que eles esta dizendo não é o que você quer ouvir.

E assim são as coisas nos encontros. mesmo que seja uma maneira ótima de passar uma noite de sexta – feira, também revela o abismo ás vezes enorme entre o que  é dito  por um homem e o que e ouvido por uma mulher, e vice – versa.

entretanto, com algumas ferramentas simples, é fácil desvendar o código e entender o que o sexo oposto realmente quer dizer.

É óbvio que há diferenças fundamentais na maneira de os homens e as mulheres se comunicarem, mas tanto as mulheres quanto os homens têm o que chamamos de erros comuns de pensamentos (ECP)- crenças irracionais ou equivocadas sobre  nós mesmo, sobre a outra  pessoa ou sobre uma determinada situação.

Como quando  fazermos suposições erradas sobre o que outras pessoas  estão pensando e sentindo, baseadas  em nossas experiências passada.

Por exemplo, seu ex- namorado costumava caçoar do tamanho dos seus tornozelos, e então quando seu novo namorado elogia você de jeans, você acaba escutando:

Quando o Homem diz passeio a Mulher ouve eu te odeio.

Você fica ótima de jeans porque eles cobrem esses horríveis e enormes tornozelos.

A questão é que nossos pensamentos são parte integrante da maneira de nos relacionarmos emocionalmente com uma situação.

Primeiro pensamos, e depois  temos  uma reação emocional  baseada  nesse pensamento. voltemos ao exemplo anterior.

Quando a mulher viu o homem olhando o relógio, supôs que ele queria ir embora.

isso faz sentido em sua  mente, porque essa era a maneira  de ela sair de situações tediosa em festas:

olhar para o relógio, dizer que estava  cansada e então se desculpar.

Nunca lhe ocorreu que o fato de essa ser a maneira de ela fazer as coisas não significava necessariamente que fosse a maneira de seu namorado agir.

Somos todos culpados desse viés, por que extrair sentido do mundo significa aprender a categorizar as coisas.

Quando somos bebês, achamos que os animais que tem quatro pernas e latem são todos cachorros.

Quando adultas, achamos que os mamíferos de duas pernas que assobiam quando passamos são todos…

 Você já imaginou a palavra.

Nós agrupamos as coisas por que isso nos permite entende-las mais facilmente .

essas estratégias de lembrar o passado para ajudar a tomar decisões sobre o futuro faz sentido em uma série de ocasiões.

Imagine comer uma linda frutinha na floresta e logo depois se sentir mal é importante que você se lembre para evitar se sentir mal  por comer frutas silvestres.

Agora imagine um jovem e o loiro advogado com um sotaque sulista que partiu seu coração.

Conscientemente ou não, você começa a categorizar características como advogado, loiro e sotaque sulista como potencialmente significando coisas sobre outras pessoas e a maneira como elas vão trata-la.

esse tipo de pensamento  irracional se estende  não apenas às  características  de namorados anteriores, mas a mensagem que recebemos  de outros.

Desde sua mãe até o menino que implicava com você na escola, cada uma e todas as suas interações terão em menos ou maior grau afetado o modo como você reage ao mundo que a cerca.

Elas são as origens e os desencadeante involuntários de erros comuns de pensamentos.

entender e ser capaz de lutar  contra esses ECPs  é vital para você  conseguir escutar e interpretar com exatidão as palavras  dos outros . Relacionamento feliz

O primeiro passo para conseguir lidar com os ECPs é torna-se capaz de reconhece-lo vamos examinar os seis erros  mais comuns e lembrar que estão no centro de tudo o que vamos discutir daqui pra frente:

1: pensamento extremista.

Você pensa em extremos. Ou ele diz que me ama ou nosso relacionamento está condenado ou se ele não me convidar para um segundo encontro até terça feira nunca mais vou atender seus telefonemas.

Até agora está tudo muito bem, mas o homem em questão não tem uma copia do seu livro de regras e portanto, não tem ideias de que  é isso  que você quer.

Quem decidiu que esse era o melhor critério para se julgar um relacionamento?

De onde vieram suas regras?

ele não consegue ler mentes , assim como você também não, é  pensar em extremo  criar  expectativas ridiculamente altas a que ninguém consegue corresponder.

E, em geral, só uma pessoa fica magoada com o resultado: você.

2: maximização das negativas.

Você só percebe o lado ruim da situação. e dai se ele é o amor da sua vida e é confiável, bonito e bom?

Ele foi reservado com sua mãe na semana passada e não quis ir a festa de aniversário da sua tia – avó, por isso  deve  detestar  todas as pessoas da sua vida, e vai  acabar  odiando você.

A questão é que, se você tender a ver as coisas dessas maneiras, tem uma probabilidade muito maior de se concentrar no único ponto negativo, ignorando todo o resto que pode lhe dar uma visão mais equilibrada da situação.

3: Tornar tudo relacionado a você.

Você se sente responsável por coisas que não tem nada a ver consigo.

Ele está de péssimo humor, deve ser culpa minha.

É claro que perdeu o interesse e está tentando me afastar, fazendo com que eu recue e, por fim, termine com ele.

Quem sabe ele está de péssimo humor porque um colega de trabalho fez uma grande trapalhada no serviço ele vai ter que passa tudo o fim de semana consertando as coisas, quando preferia estar com você?

Ou talvez esteja cansado e apenas se sentido um pouco indisposto.

Seja o que for, é importante que reconheça que o mundo, o pensamento e até os sentimentos dele podem nem sempre girar em torno de você.

E, mesmo que você possa ficar perturbada por vê-lo deprimido, muitas vezes a melhor coisa a fazer é apenas lhe dar espaço para que fale quando quiser, e lidar com a sua própria ansiedade lembrando-se de que a vida dele tem milhares de coisas que podem deixa-lo contente ou triste.

 Você é uma dessas coisas, mais não a única.

4: Saltar para as conclusões.

Você chega a conclusões precipitadas baseada em evidencias insuficientes ou inadequadas. Ele quer que frequentamos juntos uma academia.

O que significa que não está mais atraído por mim. Acha que engordei e não estou mais ligando para minha aparência.

é só uma questão de tempo: logo ele vai me deixar. Os homem são muitos mais direto do que as mulheres.

Se ele achasse isso, provavelmente lhe diria. Ele quer que você vá com ele a academia porque, bem, porque ele quer. provavelmente acha que seria uma maneira boa e divertida de ficarem em forma e de passarem mais tempo juntos.

Se você pula imediatamente para as conclusões nunca se dará a chance de perceber o que está de fato acontecendo.

Além disso, se vai ficar sentada brincando de detetive vai acabar cansando seu companheiro. Ninguém gosta de estar com uma pessoa que está o tempo todo tentando desencavar motivos ocultos.

5: Enxergar tudo como se  fosse uma catástrofe.

Você se concentra na pior hipótese e exagera as prováveis consequências. Eu queimei o jantar romântico que planejei para esta noite.

Tudo está arruinando e a noite será um desastre. Também não gosto do vestido que comprei e aparece que ele não quer vir aqui. Calma!

Pare a espiral do desastre. Olhe para os fatos. Tudo o que aconteceu é que a galinha está um pouco chamuscada. Mas a sobremesa parece ótima, seu cabelo está do jeito que você gosta e ele  está vindo para vê-la, não pela comida.

Tudo se resume na perspectiva. Quanto mais ansiosa, menos perspectiva você consegue ter sobre uma situação. Pare um pouco, se acalme e desafie esses pensamentos negativos.

6: generalizar os aspectos negativos.

Você exagera nas lembrança de uma experiência  desagradável e ela passa a afetar outras partes da sua vida presente, mesmo que não esteja relacionadas .

um  comentário despreocupado de seu ex namorado  sobre os fato de ele realmente  não ser fã das loiras  se transforma em  meu cabelo  está uma droga , e se ele acha  isso  todos os outros  rapazes também vão  achar e eu vou terminar com uma velha  solitária  que nunca encontra  o amor!

 Ora, você sabe que este não é um pensamento lógico nem razoável.

Há milhões de homens por ai com gostos muito diferente quando se trata de mulheres. Pare de fazer enormes generalizações sobre pequenos comentários superficiais.

 Ele provavelmente nem consegue se lembrar de ter dito isso!

Você pode ver como esses erros de pensamentos começam a afastar seu comportamento e, por sua vez, como você vive sua vida?

uma mulher pode dormir com todo rapaz  que a leve para tomar um drinque  por que estabeleceu  uma falsa crença de que o sexo é a única maneira  de fazer um homem  se apaixonar por ela.

Outra pode morrer de fome durante um semana antes de cada encontro, por que um rapaz  lhe disse que tem “curvas femininas”.

E, em um exemplo extremo, alguém pode evitar todo encontro e por um ponto final na chance de conhecer  uma pessoa interessante porque não acredita que mereça encontrar um amor. Todos esses comportamentos soam ridículos quando escritos mas nós já agimos assim alguma vez.

Com alguma adaptações na maneira como escutamos e interpretando o que ouvimos, podemos mudar radicalmente  nossas vida para melhor.

Os erros comuns de pensamento não parece da noite para o dia.

Eles se desenvolvem no correr de anos e permanecem conosco, com frequência não desfiados. E, uma vez enraizados, tornam-se automáticos. Você nem percebe que dano está causando a sua felicidade.

Se pretende ter alguma chance de dissolver os ECPs derrotistas.

Precisa aprender a reprogramar esses pensamentos automáticos com uma estratégia mais construtivas:

Precisa aprender a reprogramar esses pensamentos automáticos com uma estratégia mais construtivas:

Identifique-os: Os pensamentos dão origem a emoções. O que estou sentindo? Porque estou me sentindo assim? O que estou pensando sobre isso que está fazendo com que eu me sinta assim? O que estou dizendo a mim mesma?

Conteste-os: Há outro jeito de ver as coisas? Estou sendo injustamente tendenciosa? Que evidência existe para a conclusão a que cheguei?

Adapte-os: Qual seria uma alternativa de extrair sentido das coisas? Posso tornar meu pensamento negativo mais equilibrado? Quanto devo acreditar nesta alternativa?

Substitua-os: Eu me sinto melhor agora que estou olhando as coisas de uma perspectiva diferente? Essa outra maneira de olhar as coisas é pelo menos um pouco realista?

Livre-se deles: Estou pronta para ter alguma fé em desafiar minha atual maneira de pensar? Vou deixar que pensamentos mais racionais e positivos me ajudem a me livrar de meus sentimentos negativos?

Com essa estratégia, vamos voltar a cena de abertura desse Artigo com o homem e a mulher. Tudo estava indo muito bem durante o jantar, até que o homem olhou o relógio. Desta vez a mulher reconhece e desafia seu ECP e reage de modo que permita tanto a ela quanto a ele realmente escutarem o que um e outro estão dizendo:Quando o Homem diz passeio a Mulher ouve

(homem olha o relógio.)

Mulher: Isso é um sinal de que ele quer ir embora? Parece que estamos nos divertindo muito; então, por que ele ia querer ir embora? Talvez esteja só querendo saber que horas são.

Mulher : que horas são?

Homem: quase meia-noite Não posso acreditar como o tempo voou. Estou me divertindo muito.

Mulher: É mais tarde do que eu imaginava, então talvez ele queria ir. Mas ele disse que está se divertindo muito, assim como eu.

Mulher: Eu também. Que pena que não tenhamos mais algumas horas.

Homem: Bem, sempre há um café. E este lugar tem o melhor sorvete de caramelo que você já provou. Poderíamos também sair de novo na próxima sexta a noite, se você estiver livre.

Mulher: Eu adoraria. Tem um filme que acabou de estrear que eu gostaria de ver.

Homem: Ótimo. Então, está marcado.

É impressionante como as coisas podem ser diferentes quando se tem uma perspectiva positiva. Em vez de saltar para a conclusão negativa de que James estava entediado, Anna permaneceu neutra.

Identificou seus sentimentos que originaram ele suposição de que ele queria embora porque olhou o relógio.

Contestou sua suposição (ele parece estar se divertindo muito, então por que ia querer ir embora?).

Adaptou sua linha de pensamento e substituiu-a pela ideia de que ele está se divertindo.

Conseguiu, então, se livrar de seu erro de pensamento fundamental (ele olhou o relógio, portanto quer ir embora) e se concentrou no que estava realmente acontecendo (ele olhou a hora e não podia acreditar em como o tempo havia voado!)

Isso permitiu que a noite continuasse seu curso e deu a James a oportunidade de dizer a Anna como ele tinha gostado de estar com ela, sem se sentir muito vulnerável.

Anna foi encorajada por James a desenvolver a ideia de que eles queriam voltar a se ver e, olhe só, eles decidiram continuar com o relacionamento.

E isso tudo porque Anna não impôs nações preconcebidas ao fato de James olhar o relógio.

Os relacionamentos amorosos novos são incrivelmente frágeis.

Como qualquer relacionamento, eles precisam de tempo para solidificar-se e se tornar seguros.

Sim, desde o inicio, você pode contar com algumas conversas embaraçosas, muita insegurança e uma boa parcela de constrangimento experimentada em quantidades iguais por todos os envolvidos.

O truque é reconhecer que, ás vezes, o que escutamos tem muito mais a ver com a maneira de ouvirmos do que com o que está sendo dito.

Precisamos derrubar a barreira que separa o que estamos experimentando do modo como interpretamos essa experiência.

Você tá Pronta Para O Romance CLIQUE AQUI

Dicas para lembrar

Os ECPs são inevitáveis, mais você pode modifica-los.

Adquira alguma perspectiva antes de ficar perturbada.

Faça uma pausa antes de supor que sabe o que ele está dizendo: ele realmente quer dizer isso ou você está apenas interpretando suas palavras baseada em suas experiência passadas?

Os ECPs existem em abundância. Esteja atenta aos seus erros de pensamento. Eles ocorrem sem você perceber.

 

Você Quer Ser Um Homem Mais Sedutor e Atraente Para as Mulheres em Tempo Recorde?

Faça como 28.198 Homens Inteligentes, e Baixe o Seu E-Book Agora Mesmo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *